GaloKombi em vídeo

Loading...

sábado, 9 de abril de 2011

Alegria de Atleticano Dura Pouco - Em média 1 ano!

Antes de mais nada, peço desculpas pela ausência do Blog. Esses últimos acontecimentos me deixaram bem desanimado com o time, diretoria, e as perspectivas para 2011. Por isso, antes de você desistir da leitura deste texto, taxando o motorista da Kombi de pessimista, quero dizer que esse texto é apenas uma constatação dos acontecimentos dos últimos 7 anos. Poderia ser mais tempo, desde 1971, passando pelos eventos trágicos de 1977, 1980, 1981, 1999, 2000... Mas vou ficar só de 2004 pra cá!

Como diz o título do texto, alegria de Atleticano dura pouco, no máximo 1 ano.
Em 2004 lutamos para não ser rebaixados no brasileirão. No último jogo, naqueles 3x0 em cima do São Caetano, ficamos bem animados pela possibilidade de fazer um 2005 diferente, animados, ainda mais, pela quantidade de contratações realizadas naquele ano. Resultado: rebaixamento em dezembro de 2005, com um elenco tido pelo PVC como favorito ao título.
1 ano entre a alegria da permanência na série A e o rebaixamento para a série B.

Em 2006 fomos campeões da Série B. Tudo bem, foi título, mas não é pra não ser comemorada, pois só serviu pra devolver o CAM para o seu devido lugar! Fomos para 2007 na esperança na montagem de um time forte preparando para o ano do centenário, empolgados pela conquista do mineiro, com um time mediano, mas que conseguiu meter 4 a 0 nas bicha, sofreu para perder de 2 no jogo seguinte, e garantir o caneco. Mas no Brasileirão daquele ano, no fim, novo martírio para escapar do rebaixamento.
Novamente, 1 ano entre a alegria do retorno à série A e o sufoco contra o rebaixamento.

Em 2008, ano do centenário, a promessa de um ano diferente, com poucos investimentos, a promessa do zizóquio era de montar um time bom e barato. Se o Real Madrid tem o Figo, o Galo tem o Mexirica! Resultado!? Um sufoco no brasileirão, uma lavada no mineiro, outro adeus na Copa do Brasil, renúncia do presidente no ano do centenário!
Você já entendeu! 1 ano entre a promessa de dias melhores e a vista do fundo do poço!

Em 2009, já sob a batuta de Alexandre Kalil, começamos o ano desconfiados do time que estava sendo montado, especialmente, depois da, como sempre conturbada, saída de Emerson Leão e a chegada do sempre contestado Celso Roth. Resultados ruins no Mineiro e na Copa do Brasil indicavam mais um ano de sofrimento e frustração, que acabaram por ocorrer, mas por razões diferentes...
Iniciado o brasileirão, fomos bem até a reta final, com um time que ninguém dava por ele, parecia que a história seria diferente, soltaríamos o grito que estava entalado desde 1997, ano do Bicampeonato da Comenbol, mas cinco derrotas seguidas fizeram tudo desmoronar! E a cabeça de Celso Roth foi entregue de bandeja à torcida.
Nesse ano, a alegria durou menos: uns 7 meses, do início do brasileirão até o final do ano...

Em 2010, a festa foi antecipada.
Muitas contratações, dentre elas, a do VIP Vanderlei Luxemburgo! "Algo de muito bom vai acontexer, tá xerto!?" Foi sua frase mais famosa...
Um título mineiro, com um despedida meio esquisita do ídolo Marques, patrocinada pelo luxa, nos enganou mais uma vez, tanto que no brasileiro fomos humilhados em diversas oportunidades. A Série B se tornou claramente possível, e a reedição do pesadelo era visível, até que o presidente usou de suas prerrogativas e demitiu o "moleque safado"nas palavras do Roberto Filho, do Lances e Nuances.
Chegou Dorival Júnior, afastou os maus hábitos do VIP, como poucos treinamentos, farras, liberdade total, e impôs seus métodos. Resultado: permanência na série A e uma base preparada para fazer de 2011 o ano da virada alvinegra.

2011 começou com as contratações bombásticas de 2010 seriam colocadas em forma para fazer na mão do treinador responsável pelo time mais mágico do futebol brasileiro recentemente davam a cara de um ano realmente consagrador.
Mas, novamente, em menos de 4 meses, tudo veio abaixo!
E, especificamente, depois do aniversário de 103 anos, depois uma festa espetacular que fizemos em comemoração, veio a partida ridícula de ida contra o Prudente, as demissões no fim de semana, um jogo sofrível pelo mineiro e a eliminação muito precoce na Copa do Brasil.
Ou seja, em menos de 4 meses, nossa alegria se foi! A torcida desanimada. Desconfiada!

Vai começar tudo de novo.
Todos os "planejamentos" recentes (2008/2009/2010/2011) jogados no lixo, pra começar tudo de novo. Novamente. Mais uma vez.
Esta parece ser a sina do Atlético e do Atleticano!
Novas contratações foram anunciadas. Mais do mesmo? Não sei. Não quero nem comentar. Vou esperar pra ver o que acontece, se mais do que vimos em 2010 e nesse início de 2011 ou uma verdadeira mudança de atitude, tanto dos atletas em campo, trazendo os resultados que a torcida tanto quer, quanto da diretora, pela busca da qualidade na administração do clube, do elenco, enfim da centenária história do Galo.

Queria deixar uma mensagem edificante, de esperança, mas o momento é de espera, de expectativa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário