GaloKombi em vídeo

Loading...

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

O PODER DO NÃO (e não é no BBB)



No próximo dia 03/02/13, será inaugurado o “Novo Mineirão”, coisa que tem sido motivo de orgulho para Minas Gerais e seu povo, mas, muito mais, para o governo do Estado e seus asseclas.
Mas, antes de se abrirem as cortinas da 8ª Maravilha do Mundo, cumpre dizer que o torcedor NÃO pode:
Levar faixas;
Pendurar bandeiras;
Levar sinalizadores
Sentar em outro lugar que não seja o marcado no seu ingresso;
Não pode vender cerveja no estádio, e não pode (em tese) beber no entorno do estádio (só na copa);
Não pode estacionar o carro na rua...
Deve ter mais uma série de outras proibições, pois se até proibiram torcidas adversárias...
O objetivo deste texto não é questionar as “regras” do novo Mineirão.
O objetivo, aqui, é discutir as generalizadas proibições de tudo, não só futebol, mas na vida da cidade.
Belo Horizonte tem apenas 113 e é uma cidade de velhos, porque aqui nada pode.
Não pode bandeira e faixa no estádio;
Não pode festa na rua;
Não pode mesa na calçada dos botecos, na cidade dos botecos;
Não pode falar alto;
Não pode torcida organizada...
O que tem acontecido é a completa proibição de tudo o que for possível proibir a população de fazer, ao invés do Poder Público cumprir seu papel e fiscalizar o cumprimento da lei, punido aqueles que a infringem. Mas apenas aqueles, e não a sociedade...
Como não conseguem, proíbem o cidadão de fazê-lo. Mas a proibição só vale para o cidadão de bem, porque é este que vai cumprir todas as regras que lhe forem impostas.
A Polícia Militar, o Ministério Público, o TJMG, os governos em geral, não vão atrás do baderneiro, daquele que acaba prejudicando a vida da família que quer ir ao estádio, ou ao shopping, à praça do bairro, por temer pela sua segurança.
Aí, sob a justificativa da sua segurança, daquela segurança que eles não garantem a você, eles te proíbem de fazer muitas coisas. E a imprensa apoia, setores da sociedade civil também. Você, que tem sua liberdade individual prejudicada, que se dane.
A PM não garante que seu carro não vá ser roubado. Por isso diz para você NÃO deixá-lo em local ermo, e diz também para você NÂO sair com joias ou objetos de valor, que você suou para conquistar. Daqui a pouco estarão proibindo você de sair de casa depois de 22:00, sob sua conta e risco.
Nós estaremos f... porque os jogos do Galo nas quartas são às 22:00
Belo Horizonte é assim.
Mas parece que o mal é generalizado.
NO Rio Grande do Sul, por causa da queda do alambrado, vão proibir a avalanche na arquibancada deles, nossa geral. Afinal, é mais fácil proibir a tradição do povo na comemoração dos gols do seu time, do que fiscalizar, efetivamente, se a construção do estádio tem condições de suportar aquilo.
O exemplo de Santa Maria serve perfeitamente para o caso: porque ninguém fiscalizou ANTES da tragédia!? Agora é fácil fazer um monte de leis e portarias proibindo tudo, menos proibir.
Estamos sendo tolhidos em nossa liberdade de ir e vir, de fazer o que quiser, paulatinamente, e, lamentavelmente, não estamos fazendo contra isso, aceitando todas as essas imposições bovinamente, sem qualquer ressalva, e ainda aplaudindo essas ações.
Estamos caminhando para um beco sem saída, o beco do totalitarismo, e ninguém percebe isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário