GaloKombi em vídeo

Loading...

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Da Folha de S. Paulo de hoje 02/11/10

Gatos pingados Sem Maracanã e Mineirão e com ingressos mais caros , Campeonato Brasileiro tem pior média de público desde 2006

LUCAS REIS
DE SÃO PAULO

Ingressos mais caros, arenas em reformas, ressaca pós-Copa: tudo conspira para que o torcedor brasileiro abandone as arquibancadas.
O Brasileiro-2010 caminha para seu final com claros sinais de que terá seu pior público pagante desde 2006.
Até a 32ª rodada, a média de torcedores é de pouco mais de 14 mil pessoas por jogo. Pouco, quando comparado com as edições anteriores, considerando este mesmo estágio (seis rodadas do fim).
Entre 2007 e 2009, a média superou os 16 mil. Em 2006, ficou abaixo de 12 mil: coincidência ou não, naquela temporada o Nacional foi paralisado para a Copa do Mundo, assim como ocorrera agora.
Mas o que mais contribuiu para a queda do público foi o fechamento de dois gigantes. Maracanã e Mineirão, em obras para o Mundial-2014, foram substituídos pelo Engenhão e pequenos estádios no interior de Minas Gerais.
O Cruzeiro luta pelo título, e o Atlético-MG, para não cair. No Mineirão, certamente arrastariam multidões. Sem ele, a média de público oscila de 12 mil a 15 mil, só.

O líder Fluminense esperneou quando perdeu o Maracanã. Agora manda jogos no Engenhão, onde coloca, em média 21 mil torcedores.
Para efeito de comparação, o Flamengo, no ano passado, quando foi campeão, ostentou uma média de 40 mil pessoas no Macaranã.
No ano passado, juntos, Maracanã e Mineirão foram responsáveis por nada menos que 34% do público de todo o Brasileiro. Em 2010, Engenhão e os estádios de Sete Lagoas e Ipatinga, em Minas Gerais, somam somente 18% do público total.
Entre os paulistas, o Pacaembu virou o palco principal. Tanto que a arena tem a terceira melhor média de público de todo o campeonato: 21 mil pagantes. O problema é quando Palmeiras e São Paulo decidem (ou são obrigados a) jogar em Barueiri.
No domingo, o Palmeiras, que fechou o Parque Antarctica para reformas, atuou para 5.000 pessoas. O São Paulo, em fase ruim, tem atraído poucos torcedores ao Morumbi. Quando é obrigado a mandar jogos em Barueri, normalmente por causa de shows em sua arena, também tem tido públicos ruins.
Já o Santos, com seus altos e baixos, mantém uma média fraca de público na Vila Belmiro: pouco mais de 9.000 torcedores, em média.
Quem salva a turma paulista é o Corinthians, que atrai, em média, 26 mil torcedores, o melhor desempenho entre os 20 clubes do Campeonato Brasileiro-2010.

Um comentário:

  1. A torcida do Galo faz mesmo a diferença, pena que nossos dirigentes não!

    -- http://noticiagalo.blogspot.com

    ResponderExcluir