GaloKombi em vídeo

Loading...

terça-feira, 17 de julho de 2012

O Brasil Ainda Desconfia do Atlético

O título deste post é uma frase dita pelo PVC no Linha de Passe de ontem, 16/07/12, em resposta a um "assinante fã de esporte", como eles gostam de nos chamar, que questionava se o Corinthians seria mais mencionado se estivesse na liderança do campeonato.
A despeito da frase, os integrantes do programa, à exceção do sempre ranzinza Fernando Calazans, reconheceram que, hoje, apenas o Galo faz campanha consistente, com bom futebol.
E todos destacaram a importância de Ronaldinho Gaúcho (a exceção, como sempre, ficou com o Fernando Ranzizans, que teve a cara de pau de comparar o R49 do campeonato carioca com este que joga no Galo...), que apesar de não ser mais aquele Ronaldinho tem mostrado sua qualidade em momentos que, no decorrer da partida, se mostram decisivos.
E hoje, em seu blog, PVC compara os números do Galo de 2012 que supera os do Cruzeiro de 2003, nas primeiras nove rodadas do brasileiro, citando, ainda, que apenas o Corinthians de 2011 e o Flamengo de 2009, foram os outros times que superaram os números azuis, ressaltando, novamente, que aquela equipe de 2003 inspirava confiança na conquista do título, coisa que o Galo ainda não é capaz.
E, apesar de tudo, ele está certo.
Cautela e canja de galinha não faz mal a ninguém, pois, a verdade, é que, se de 2004 pra cá lutamos contra o rebaixamento, sendo 2009 o ponto fora desta curva, que no final não rendeu o resultado esperado, frustrando, mais uma vez, sua torcida, é óbvio que essa campanha, apesar de toda a reconhecida qualidade do elenco, somente será reconhecida do meio pro final, e mesmo assim, se o papelão de 2009 não se repetir.
E temos que encarar isso com naturalidade, sem bairrismos ou síndrome de vira latas, porque, de fato, nosso passado recente nos condena.
O time do Galo, em termos de desconfianças, guardadas as devidas proporções, lógico, é Ronaldinho Gaúcho!
E se o R49 está mostrando que ainda tem condições de jogar em alto nível, cabe ao atual elenco, repetindo o exemplo do Gaúcho, mostrar que não é o cavalo paraguaio que a imprensa nacional pensa que o elenco é (e espera que seja), e, efetivamente, conquistar a vaga da Libertadores e até o título.
A verdade é que a imprensa nacional descobriu o time do Galo, descobriu o jogo do Cuca, que agora tem sido elogiado até na questão psicológica, e que faz, claro, com sejamos o adversário a ser batido, pela imprensa e pelos demais times.
O momento é de euforia sim, mas para nós, torcedores, porque é só o que nos importa. Mas para o time o momento deve ser atenção, redobradíssima, até, já que fomos eleitos, especialmente depois da sensacional virada sobre o Figueirense, o time mais consistente do campeonato.
Mas que ainda não inspira confiança...

Nenhum comentário:

Postar um comentário