GaloKombi em vídeo

Loading...

domingo, 19 de setembro de 2010

KALIL, FAÇA COMO EM 2009!

No final de 2009, depois de cinco derrotas consecutivas, Alexandre Kalil tuitou dizendo que não era cego nem surdo, e que já estava tomando providências.
Na sequência, fomos todos surpreendidos com a demissão de Celso Roth, com quem o Galo havia renovado o contrato por mais um ano uma semana antes, e poucos dias depois, em entrevista coletiva, o anúncio de Vanderlei Luxemburgo.
Pois é.
Um trabalho que foi bem feito, e ninguém pode negar que não foi bem feito, porque ficamos na liderança do e na parte de cima da tabela a maior parte do campeonato com um elenco limitadíssimo, foi encerrado com 5 derrotas!
E hoje, quase no final de 2010, depois de QUATORZE DERROTAS, o planejamento permanece inalterado. O Pofexô continua aí, brigando com os jornalistas, sem treinar o time, sem condicionar fisicamente seus atletas, jogando poquer na madrugada, falando de seu passado vitorioso, para esquecer seu presente perdedor...
Era isso que a massa queria quando apoiou a vinda de Luxemburgo (com exceção desta Kombi clique aqui para conferir). Ou melhor, é isso que essa MASSA MERECIA?
Por isso Kalil, faça como em 2009. Tuita que vc não é cego nem surdo, e que já está tomando as providências.

2 comentários:

  1. Não dá pra entender o que acontece no nosso amado e glorioso GALO.
    O Sr. kalil vem a público dizer que as denuncias são absurdas! Que a comissão técnica (à frente o Luxo e Burguês - MERCENÁRIO) foi quem colocou o time nesta situação e é quem deve tirar, junto com os jogadores.
    Prezado Sr. Kalil. Só tem duas opções: Ou o senhor ficou cego, surdo, mudo e idiota; ou o senhor tá levando algum...NENHUM TECNICO EM TEMPO NENHUM DO FUTEBOL BRASILEIRO SOBREVIVEU A 14 DERROTA EM 23 JOGOS!!!!!
    A campanha é ridícula (pra falar pouco). O time não tem uma estrutura tática mínima. Parece que não tem treino... Será que sou só eu?
    Quando formos pra segunda divisão, vai ter grana pra pagar o Luxo e sua trupe de ladrões?

    ResponderExcluir